Bem-vindo

Prezado/a  parceiro/a,

 

As Cooperativas Agroalimentares da Andaluzia e a Federação dos Agrupamentos de Defesa Sanitária Animal espanhola (Federación de Agrupaciones de Defensa Sanitaria Ganadera – FADSG), em colaboração com a ACOS – Associação de Agricultores do Sul e a União dos Agrupamentos de Defesa Sanitária do Alentejo (ADS) realizam, a 8 e 9 de novembro de 2018, o I Congresso Luso-Espanhol de Pecuária Extensiva, em Sevilha.

O objectivo do Congresso é abordar a importância do sistema de produção pecuária em extensivo, abordar e refletir sobre as suas práticas, os seus desafios, assim como a comercialização dos seus produtos, dando também a conhecer aos órgãos do poder nacionais e locais, as importantes mais valias do sistema de produção em extensivo para o meio ambiente.

Durante os dois dias do Encontro vão ser promovidos intercâmbios de experiências, com vista ao aumento do conhecimento tanto de produtores, como de técnicos para otimização de recursos. Em paralelo, será analisado o mercado, do ponto de vista das exigências do consumidor, as tendências no consumo de carne e os desafios sanitários. Será ainda abordada a integração e aplicação de novas tecnologias neste setor produtivo.

 

Não devemos esquecer que um aspecto essencial do sistema de produção em extensivo é a atenção ao meio ambiente. O montado português e a dehesa espanhola são ecossistemas caracterizados por atividade agropecuária no interior de sistemas de floresta tipicamente mediterrânica, com uma grande biodiversidade, tanto de fauna como de flora. São habitats únicos no mundo, razão pela qual foi solicitado o seu reconhecimento pela UNESCO como Património da Humanidade. Outras vantagens do maneio de gado no sistema de produção em extensivo é a proteção contra incêndios e a perda de solo, bem como a sua ação de absorção de CO2 e de barreira frente às climáticas.

Atenciosamente,

Convidamo-lo para o seguinte congresso::

Não perca!
Esperamos por si em Sevilha!

Visite Sevilha

Organização